Peru concede asilo a líder opositor venezuelano

LIMA (Reuters) - O Peru anunciou nesta segunda-feira que concedeu asilo ao líder opositor venezuelano Manuel Rosales, que afirma ser um perseguido político do governo de Hugo Chávez e enfrenta uma ordem de prisão por acusações de corrupção. Rosales, prefeito da importante cidade de Maracaibo e adversário de Chávez nas eleições presidenciais em 2006, chegou a Lima há algumas semanas acompanhado de seus três filhos na terça-feira e solicitou asilo ao Peru alegando perseguição política em seu país.

Reuters |

"O governo peruano, fiel a uma tradição histórica, em um compromisso com o direito internacional, decidiu conceder o asilo ao cidadão venezuelano Manuel Rosales", disse no Congresso o chanceler peruano, José Antonio García Belaunde.

Rosales se recusou, na semana passada, a apresentar-se a uma corte em seu país em um processo de corrupção, após acusação apresentada pela Justiça contra o político por ele não poder justificar cerca de 60.000 dólares de seu patrimônio no período entre 2002 e 2004, quando era governador do petrolífero Estado de Zulia.

Uma corte venezuelana emitiu uma medida privativa de liberdade contra o político e a Interpol emitiu uma ordem internacional para sua captura.

O governo da Venezuela considera que Rosales é procurado por um delito comum, enquanto o líder opositor afirma ser inocente e que sua captura obedece à intenção de silenciá-lo politicamente.

(Reportagem de Dante Alva)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG