Lima, 28 nov (EFE).- O Governo do Peru decidiu hoje suspender a viagem que ia realizar na segunda-feira ao Chile seu ministro da Defesa, Ántero Flores Aráoz, e considerou descortês que as autoridades desse país tenham afirmado que não consideravam oportuna essa visita.

O Governo do Chile sustentou hoje que "não estima oportuna" a visita do ministro, perante as afirmações do comandante geral do exercito peruano, Edwin Donayre, que se referiu aos chilenos em termos duros.

O chanceler peruano, José Antonio García Belaúnde, afirmou à emissora "Radioprogramas" do Peru (RPP) que a decisão de suspender a viagem foi tomada horas antes de o ministro porta-voz chileno, Francisco Vidal, ter questionado a visita de Flores Aráoz.

García Belaúnde disse que a medida "foi adotada imediatamente após conhecida a declaração" do chanceler chileno, Alejandro Foxley, que exigiu hoje ao Governo peruano a cassação do general Donayre.

EFE dub/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.