Peru autoriza intervenção do exército na amazônia peruana

O governo peruano autorizou a intervenção das forças armadas em apoio à polícia em alguns distritos amazônicos diante das manifestações e da declaração de insurgência de um setor dos indígenas da selva peruana.

AFP |

O ministério da Defesa, através de uma norma publicada este sábado no diário oficial, autorizou por 30 dias a intervenção das forças armadas para garantir o funcionamento dos serviços essenciais em alguns distritos amazônicos dos departamentos de Cusco, Loreto, Amazonas, San Martín e Ucayali".

A participação dos militares busca garantir o funcionamento de serviços como água, energia elétrica, aeroportos e as vias de acesso a estas zonas.

Na resolução, o ministério destacou que as Forças Armadas foram acionadas para realizar uma tarefa de apoio à missão da polícia e não exclui a ação desta última, pois o controle da ordem interna permanece sob a responsabilidade da Polícia Nacional.

Na véspera, o presidente da Associação Interétnica de Desenvolvimento da Selva Peruana (Aidesep), Alberto Pizango, informou que as comunidades locais anunciaram que vão radicalizar suas manifestações, declarando-se em insurgência.

Os povos indígenas desta área, que vêm realizando estas manifestações há 37 dias, pedem ao governo que anule nove decretos que representam riscos para seus territórios.

Leia mais sobre: Peru

    Leia tudo sobre: peru

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG