Peritos começam a investigar mudança de altitute que feriu 40 durante voo

Sydney (Austrália) - As autoridades australianas investigam as causas da repentina e brusca mudança de altitude que, nesta terça-feira, deixou feridos 40 ocupantes de um avião da companhia local Qantas.

EFE |

Por conta do prob, que e obrigou ao aparelho a fazer uma aterrissagem de emergência na região noroeste do país.

Uma equipe de investigadores seguiu hoje para o aeroporto de Exmouth, onde o avião efetuou um pouso de emergência, para analisar a caixa-preta da cabine dos pilotos e entrevistar a tripulação e os passageiros, informou a rádio "ABC".

O aparelho, que transportava 313 passageiros e tripulantes, aterrissou em Exmouth depois que o pilto entrou em contato com a torre de controle pedindo médicos e ambulâncias na pista para atender os feridos.

A imprensa local diz que pelo menos dez dos 40 feridos tiveram luxações, queimaduras ou ossos quebrados por causa da violenta mudança de altitude.

A Qantas, que nos últimos meses teve vários problemas em vôos, não confirmou o número de pessoas que se machucaram nem a causa do problema na aeronave, que havia partido de Cingapura e se dirigia para a cidade de Perth, a cerca de mil quilômetros do aeroporto de Exmouth.

Há uma semana, aproximadamente 30 pessoas ficaram feridas quando o avião em que estavam enfrentou turbulências durante a rota Hong Kong-Bangcoc.

Leia mais sobre: acidente

    Leia tudo sobre: acidente aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG