Periodontite e infarto têm mesma origem genética, afirma pesquisa

Berlim, 25 mai (EFE).- A periodontite, doença que afeta a saúde dental, e o infarto do miocárdio possuem a mesma etiologia genética, afirmou um grupo de cientistas da universidade de Kiel, ao norte da Alemanha.

EFE |

Os cientistas já tinham descoberto há alguns anos que existe uma relação entre as doenças, e agora tentam entender até que ponto as duas patologias são causadas por uma mesma alteração genética.

Por isso, os especialistas estão analisando profundamente as variações sofridas pelo cromossomo 9 nas pessoas com periodontite aguda.

"As alterações genéticas associadas a este quadro patológico são totalmente idênticas às apresentadas pelos pacientes que tiveram um infarto do miocárdio", destacou hoje Arne Schäfer, do Instituto Clínico de Biologia Molecular da Universidade de Kiel.

"Estamos fazendo testes com uma forma muito agressiva de periodontite, aquela que ataca pessoas bastante jovens e que deriva frequentemente na periodontose, uma patologia inflamatória muito severa".

O especialista fez as declarações durante o congresso anual da Sociedade Europeia de Genética Humana, realizado em Viena.

A ideia é que o infarto e a periodontite são causadas pelos mesmos fatores de risco: fumar lidera a lista, seguido pelas doenças relacionadas com a assimilação de açúcares (como, por exemplo, o diabetes) e o excesso de peso.

"Devido a sua relação com o infarto do miocárdio, os dentistas devem levar muito em conta a periodontite, com o objetivo de realizar diagnósticos adiantados e poder tratá-la o mais rápido possível".

O infarto do miocárdio é a principal causa de morte no mundo todo, enquanto a periodontite é o maior motivo de perda de peças dentárias.

Em torno de nove em cada dez pessoas de mais de 60 anos sofrem ou mostraram sintomas claros de periodontite. EFE pb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG