Perícia do capitão de cruzeiro italiano evita ataque de piratas

Madri, 27 abr (EFE).- O cruzeiro italiano Melody, que sofreu uma tentativa de sequestro no sábado passado em águas da Somália, evitou o ataque graças à grande perícia do capitão e que conseguiu fugir em máxima velocidade, segundo os militares espanhóis que o auxiliaram.

EFE |

O site da Marinha espanhola informa que o ataque ao cruzeiro colocou em alarme os militares espanhóis, diante da "magnitude do desafio e do 'modus operandi'" dos piratas, que realizaram mais de 100 disparos.

Assim contam os tripulantes do navio militar no "diário de bordo" da embarcação, que participa da operação Atalanta da União Europeia (UE) e que foi o primeiro a ir em auxílio do "Melody", de bandeira panamenha e operador italiano, quando foi atacado no sábado passado durante sua travessia para Ácaba, na Jordânia.

A embarcação da companhia italiana MSC Crociere, com 1,5 mil pessoas a bordo, entre passageiros e membros da tripulação, sofreu um ataque no Oceano Índico, cerca de 500 milhas ao leste de Mogadíscio (Somália) e 200 milhas ao norte de Seychelles, por parte de seis pessoas que dispararam contra o cruzeiro.

Nenhum dos passageiros e membros da tripulação do "Melody" ficou ferido na ofensiva.

Segundo o relato no site da Marinha, os piratas não conseguiram chegar à embarcação que, "com uma propulsão invejável e grande perícia do capitão, colocou máxima velocidade e conseguiu evitar o sequestro". EFE aam/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG