Se não fosse pelo Hamas, já existiria Estado palestino - Mundo - iG" /

Peres: Se não fosse pelo Hamas, já existiria Estado palestino

Jerusalém, 13 mai (EFE) - O presidente israelense, Shimon Peres, afirmou hoje que se não fosse pelo Hamas, já existiria o Estado palestino e que o fundamentalismo representado por Irã, Hisbolá e por esse movimento palestino é um obstáculo ao progresso. Peres fez esta afirmação em discurso no grande ato central da conferência de três dias iniciada hoje e que reuniu, em Jerusalém, 13 chefes de Estado e de Governo por ocasião do 60º aniversário da criação do Estado de Israel. O presidente e Prêmio Nobel da Paz destacou a vontade de Israel de alcançar a paz com os palestinos e lamentou que tenha sido necessário esperar décadas para chegar perto disso. Se então todos os envolvidos tivessem aceitado a resolução (da ONU) de partilha da Palestina (de 1947), nos teríamos economizado o passado que tivemos, indicou. Peres considera ainda que Israel tem a obrigação de mudar o futuro, pois não tem o direito de legar a seus filhos o passado que tiveram seus antepassados. Após dizer algumas palavras de boas-vindas em inglês, o presidente fez um discurso em hebraico com uma parte improvisada e outra lida. No ato, acompanhado de shows, discursarão também o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, o prefeito de Jerusalém, Uri Lupolianski, e o prêmio Nobel Elie Wiesel. Horas antes, na inauguração oficial da conferência, Peres fez um discurso no qual contrapôs o trabalho modernizador da ciência ao regime iraniano. O Irã pertence ao passado. Isto (...

EFE |

É o futuro", acrescentou. EFE elb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG