Eleanor Rigby dos Beatles - Mundo - iG" /

Perdura mistério sobre canção Eleanor Rigby dos Beatles

Londres, 12 nov (EFE).- Paul McCartney sempre afirmou que Eleanor Rigby, a personagem que dá nome a uma das canções mais famosas dos Beatles, é totalmente fictícia.

EFE |

No entanto, um documento de 1911 que vai ser leiloado este mês em Londres leva o nome de E. Rigby, uma moça que trabalhava na cozinha do hospital de Parkhill, em Liverpool.

O documento, que indica o salário que recebia a moça da Prefeitura da cidade, é propriedade de Annie Mawson, que preside uma organização beneficente que se ocupa de crianças que têm problemas de aprendizagem.

O jornal "The Independent" publicou hoje que Mawson recebeu este papel diretamente de alguém que trabalhava no escritório de McCartney após ela escrever ao músico para contar a ele como tinha ajudado uma criança autista a tocar no piano sua famosa canção "Yellow Submarine".

"Escrevi para Paul McCartney em 1990 - explica Mawson - para dizer a ele que trabalhava em uma escola especial em Cúmbria. Um dos alunos era autista, mas uma de suas obsessões era os Beatles.

Consegui ganhar sua confiança e fiz com que interpretasse ao piano 'Yellow Submarine', o que fez com que alcançasse a medalha de prata do Príncipe de Edimburgo", declarou.

"Foi comovente ver como aquela criança saía de seu isolamento e queria que Paul McCartney soubesse disto. Ao mesmo tempo eu queria fundar meu próprio centro e lhe pedi meio milhão de libras, mas escrevi: Na realidade, Paul, não quero dinheiro. Só quero que saiba a alegria que causou".

Segundo Mawson, meses mais tarde recebeu uma carta de resposta com um logotipo que indicava que vinha do escritório de McCartney e que continha este documento de 1911.

Quando McCartney foi entrevistado após a publicação de "Eleanor Rigby" em 1966 afirmou que escolheu Eleanor baseado em Eleanor Bron, que trabalhou com os Beatles no filme "Help!", e Rigby de uma empresa de Bristol dedicada ao comércio de vinho chamada Rigby & Evens.

Entretanto, nos anos 80 foi descoberta uma lápide com o nome de Eleanor Rigby no cemitério da escola de Saint Peter, de Woolton (Liverpool), ao qual os adolescentes McCartney e John Lennon iam para tomar o sol.

A Eleanor Rigby verdadeira morreu em outubro de 1939 com 44 anos, mas ao contrário do ser solitário da canção dos Beatles, se casou.

Paul McCartney negou sempre que se inspirasse para sua canção no nome desta lápide, embora em certa ocasião reconheceu que talvez o tivesse registrado seu subconsciente.

O leilão do documento acontecerá no dia 27 de novembro na galeria "Idea Generation", de Londres. EFE jr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG