Perdas provocadas por tornado no Missouri podem chegar a US$ 3 bi

Além de prejuízos de cerca de R$ 4,87 bilhões, tornado considerado o mais mortal desde os anos 50 nos EUA deixou 122 mortos

iG São Paulo |

As perdas de bens assegurados provocadas pelo tornado mortal que devastou a pequena cidade de Joplin, no Estado americano do Missouri, podem ser de entre US$ 1 bilhão e US$ 3 bilhões, anunciou nesta terça-feira a empresa de avaliação de riscos Eqecat.

O tornado, um dos mais mortais já registrados no país, deixou algumas regiões de Joplin, transformadas em escombros no domingo, deixando 122 pessoas mortas, cerca de 750 feridas e centenas desaparecidas.

O número de mortes faz do tornado do Missouri ser o mais mortal nos EUA em mais de 60 anos. Até esta semana, o mais mortal registrado pelo Serviço Nacional de Meteorologia era um tornado que deixou 116 mortos em Flint, Michigan, em 1953.

Segundo o jornal americano The New York Times, cerca de 1,5 mil pessoas continuam desaparecidas, de acordo com os bombeiros. Apesar de o número de desaparecidos ser alarmante para uma cidade de 49 mil habitantes, autoridades alertam que podem se tratar de problemas de comunicação, uma vez que os sistemas de telefonia foram prejudicados pela passagem do tornado, o que torna mais difícil de parentes e autoridades serem avisados.

"Informes preliminares dos funcionários de gestão de emergências em Joplin indicam que até um quarto dos edifícios (2 mil prédios) da cidade foi destruído", disse Eqecat em um comunicado. Estima-se que entre 5 mil e 10 mil outros edifícios e casas tenham sofrido danos.

Obama

Nesta terça-feira também, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que visitará a área devastada no Missouri pelo gigantesco tornado, com ventos de mais de 320 km/h, no fim de semana.

Em visita à Grã-Bretanha, Obama disse que sua promessa aos atingidos pelas tempestades no meio-oeste americano é de que o governo federal os apoiará. "Tudo que podemos fazer é que saibam que todo os EUA se importam profundamente com eles e que vamos fazer absolutamente tudo que pudermos para garantir que se recuperem", disse. Obama está numa visita de uma semana por quatro países europeus e deve retornar a Washington no sábado.

"Como todos americanos, estamos monitorando muito de perto o que tem acontecido e estamos de coração partido com as imagens que vimos", disse Obama.

Obama afirmou que ele e a secretária de segurança Interna dos EUA, Janet Napolitano, conversaram com o governador do Missouri, Jay Nixon. "Oferecemos não somente nossas condolências, mas dissemos que daremos cada gota de recursos que o governo federal possa ter para suportar essa situação."

Obama também fez um apelo aos americanos, pedindo que prestem atenção nos alertas de tempestade em uma temporada de tornados particularmente violenta. "Essas tempestades geralmente nos atingem sem aviso", advertiu.

*Com AFP, Reuters e EFE

    Leia tudo sobre: euatornadomissouri

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG