Perda de empregos nos EUA afeta mais os latinos

PHOENIX (Reuters) - Imigrantes latinos nos Estados Unidos perdem seus empregos em um ritmo mais rápido do que a força de trabalho como um todo, por causa da forte retração no setor da construção civil, onde muitos deles trabalham, disse um estudo divulgado na terça-feira. A pesquisa do Pew Hispanic Center, com base em dados do Censo, mostra que o desemprego entre hispânicos nascidos no exterior atingiu 8 por cento no último trimestre de 2008, contra 5,1 por cento no mesmo período do ano anterior.

Reuters |

No mercado de trabalho como um todo, o desemprego saltou de 4,6 para 6,6 por cento nesse período.

"As perdas de empregos agora estão disseminadas pela economia, mas o setor da construção continua sendo a principal fonte de perda de empregos tanto para hispânicos quanto para não-hispânicos", disse o estudo.

Desde que os EUA mergulharam na recessão, no final de 2007, cerca de 3,6 milhões de empregos foram cortados no país.

Cerca de 10,8 milhões de hispânicos nascidos no exterior trabalhavam nos EUA ao final de 2008, segundo dados do governo, que não faz distinção entre imigrantes legais e ilegais.

Por causa desse cenário, a remessa de divisas para o México no ano passado caiu 3,6 por cento, ficando em 25,1 bilhões de dólares.

(Reportagem de Tim Gaynor)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG