Pequim pretende ratificar Protocolo da ONU contra tráfico de pessoas

Pequim, 25 out (EFE).- O Governo chinês pretende ratificar o Protocolo da Organização das Nações Unidas que proíbe o tráfico de pessoas, disseram fontes do Ministério da Segurança Pública.

EFE |

O diretor de departamento no Ministério, Chen Shiqu, disse ao jornal "China Daily" que o gigante asiático considera a ratificação uma prioridade.

O protocolo para Prevenir, Suprimir e Punir o Tráfico de Pessoas, especialmente de Mulheres e Crianças, complementa a Convenção da ONU contra o Crime Transnacional Organizado, que Pequim ratificou em 2000.

Em janeiro de 2008, entrou em vigor um plano nacional até 2012 para lutar contra o tráfico de pessoas.

"A ratificação do Protocolo facilitará a aplicação do plano nacional", disse Chen depois da reunião de altos funcionários chineses com representantes da ONU em Pequim para discutir a adesão do gigante asiático ao Protocolo.

Segundo Chen, a ratificação ajudará na cooperação e comunicação da China com a comunidade internacional para combater este crime.

Cerca de 700 mil pessoas são vítimas por ano do tráfico humano no mundo, a maioria mulheres e crianças, e a China reconhece entre 2.000 e 3.000 casos anualmente. EFE pc/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG