Pequim pede a Washington que pare de dar lições sobre direitos humanos

A China pediu nesta quinta-feira aos Estados Unidos que deixem de considerar-se os guardiões dos direitos humanos no mundo, após a publicação de um relatório do departamento de Estado americano.

AFP |

"Pedimos ao lado americano que reflita sobre seus próprios problemas de direitos humanos", afirmou o porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores, Ma Zhaoxu.

O informe anual publicado na quarta-feira pelo departamento de Estado americano, três dias depois da visita a Pequim da secretária de Estado, Hillary Clinton, critica a China pelas violações às liberdades civis.

"O balanço do governo chinês em termos de direitos humanos continua sendo ruim e se agravou em certas regiões", afirma o documento, que cita a repressão das minorias étnicas na região autônoma uigur de Xinjiang e no Tibete.

mbx-frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG