Pequim diz a Pyongyang que é preciso ir à segunda fase do acordo nuclear

Pequim, 28 abr (EFE).- A China ressaltou hoje à Coréia do Norte que alcançar a segunda fase do acordo para a desnuclearização da península coreana, etapa que depende de Pyongyang realizar uma declaração completa de seu arsenal, interessa a todas as partes envolvidas.

EFE |

O ministro de Assuntos Exteriores chinês, Yang Jiechi, ressaltou esta necessidade comum em nome da China, informou hoje a agência oficial "Xinhua".

Yang se reuniu com o ministro de Exteriores norte-coreano, Pak Ui-chun, que iniciou neste domingo uma visita oficial à China, a primeira desde que chegou ao cargo, em meio à tensão devido a uma suposta transferência de tecnologia nuclear à Síria.

O ministro chinês disse que Pequim, praticamente o único aliado da Coréia do Norte, quer "aumentar a comunicação e coordenação" com Pyongyang para "realizar progressos".

Pak destacou que a "postura" de Pyongyang é progredir rumo à desnuclearização da península coreana e "trabalhar junto com todas as partes relevantes para cumprir suas obrigações". Também elogiou "os esforços feitos pela China" nas conversas.

O ministro norte-coreano se reuniu também com o conselheiro de Estado chinês Dai Bingguo, que disse que agradeceu a Pak pelo apoio mostrado por Pyongyang em temas delicados para Pequim, como o de Taiwan e do Tibete, e a oposição mostrada à politização dos Jogos Olímpicos deste ano. EFE ub/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG