Pequim, 10 jun (EFE).- A Prefeitura de Pequim criticou hoje Paris por ter concedido no domingo passado o título de cidadão honorário ao dalai lama, informa a agência oficial Xinhua.

Pequim pediu às autoridades de Paris que "adotem ações para corrigir o erro e evitar que se prejudiquem os laços de amizade entre as duas cidades".

A capital chinesa expressou seu "forte descontentamento" e sua "firme oposição" à homenagem recebida pelo dalai lama, líder religioso e político tibetano que o Governo chinês considera impulsor do independentismo no Tibete.

A 14ª reencarnação do dalai lama recebeu o título de cidadão honorário de Paris no domingo passado, em um ato presidido pelo prefeito da cidade francesa, Bertrand Delanoë.

De acordo com a Prefeitura da cidade chinesa, a medida adotada por Paris "é uma flagrante interferência nos assuntos internos da China e uma provocação aberta contra os 16 milhões de moradores de Pequim e 1,3 bilhão de chineses".

Pequim e Paris se tornaram "cidades irmãs" no dia 23 de outubro de 1987. EFE abc/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.