Pequim considera ato terrorista a morte de cinco chineses no Sudão

A China condenou com veemência, como um ato terrorista cruel, a morte de cinco reféns chineses que trabalhavam para uma companhia de petróleo no Sudão.

AFP |

"Expressamos nossa forte indignação e condenação por este ato terrorista cruel por parte dos seqüestradores que mataram funcionários desarmados", declarou a porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Jiang Yu.

O Sudão anunciou que os rebeldes de Darfur mataram na segunda-feira cinco reféns chineses que trabalhavam no setor petroleiro do país e feriram outros dois a tiros.

mbx-frb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG