Pequim afirma ter provas de espionagem dos funcionários da Rio Tinto

A China afirmou nesta quinta-feira ter provas suficientes do suposto roubo de segredos de Estado dos funcionários da gigante de mineração anglo-americana Rio Tinto, detidos no domingo em Xangai.

AFP |

"As autoridades competentes têm provas suficientes de que roubaram segredos de Estado e de que provocaram enormes perdas aos interesses econômicos e à segurança da China", declarou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Qin Gang.

As acusações envolvem um diretor da Rio Tinto, Stern Hu, e outros executivos que não tiveram os nomes divulgados.

A prisão dos quatro funcionários aconteceu poucas semanas depois da Rio Tinto abandonar um acordo estratégico com o grande grupo chinês Chinalco.

O acordo deveria permitir que a Chinalco dobrasse sua participação no capital do grupo anglo-australiano, em troca de uma recapitalização.

A Rio Tinto, no entanto, se negou a establecer um vínculo entre o fim do acordo e as detenções.

jg/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG