Pentágono se recusa a confirmar prisão do chefe da Al-Qaeda no Iraque

O Pentágono se recusou nesta quinta-feira a confirmar por enquanto a prisão do chefe da Al-Qaeda no Iraque, Abu Omar al-Bagdadi, reivindicada pelas forças de segurança iraquianas.

AFP |

"Não posso confirmar por enquanto. Ainda buscamos uma confirmação", disse Bryan Whitman, porta-voz do Pentágono, lembrando que a morte e a prisão deste líder rebelde já haviam sido anunciadas no passado antes de serem desmentidas.

"Esta seria uma captura importante se essas informações forem exatas", comentou, afirmando que "al-Bagdadi há muito tempo é considerado um dirigente-chave da Al-Qaeda no Iraque".

As forças iraquianas indicaram ter prendido nesta quinta-feira o misterioso chefe da Al-Qaeda no Iraque, em um dia marcado pela intensificação da violência com a morte de 73 pessoas em dois atentados suicidas.

"Com base nas informações que recebemos, as forças iraquianas prenderam na tarde desta quinta-feira o criminoso terrorista Abu Omar al-Bagdadi em seu carro em um cruzamento de Russafa", sobre o rio leste de Bagdá, disse nesta quinta-feira à AFP o porta-voz militar de Bagdá, general Qassem Atta.

Este suposto líder, que jamais foi visto e de quem não existe sequer uma foto, é apresentado pela Al-Qaeda como o "comandante dos fiéis" do califato autoproclamado pela rede em outubro de 2006 "Estado Islâmico do Iraque".

dab/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG