Pentágono se prepara para mudança de Administração

Washington, 30 out (EFE) - Com dois conflitos abertos, no Iraque e no Afeganistão, os funcionários do Departamento de Defesa dos Estados Unidos se preparam para a mudança de Governo que ocorrerá após as eleições de 4 de novembro, disse hoje o porta-voz do Pentágono, Bryan Whitman. Não importa quem ganhe as eleições em 4 de novembro, os funcionários do Departamento de Defesa trabalharão para garantir uma transição eficiente à nova Administração, afirmou Whitman. O presidente do país é o comandante-em-chefe das Forças Armadas, e, por isso, independente de se vencer o candidato republicano John McCain ou o democrata Barack Obama, esta transição é necessária para estabelecer os procedimentos de mudança de comando após o pleito. O vice-secretário adjunto de Defesa, Robert Rangel, foi designado para implementar este processo no departamento. Whitman assegurou que a estrutura de Defesa é sólida para fazer frente à transição, mas reconheceu que a situação é especial, já que os Estados Unidos estão envolvidos em dois conflitos e em operações no mundo todo. Por sermos uma nação em guerra, o esforço tem que ser o suficiente para nos assegurarmos de que não deixamos nenhum fio solto, porque a segurança nacional e o apoio a nossas Forças Armadas é de extrema importância para este país, expressou. Os dois candidatos à Casa Branca têm posições divergentes sobre o conflito no Iraque, iniciado pela Administração do republicano George W. Bush em 2003.

EFE |

McCain quer manter as tropas no Iraque, enquanto o candidato democrata assegura que tirará o Exército americano dali, caso vença as eleições.

Já em relação ao Afeganistão, ambos os aspirantes, no entanto, atendendo às recomendações dos comandantes militares desdobrados na zona, coincidem em que são necessários mais soldados para combater a insurgência talibã. EFE elv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG