Pentágono preparado para eventual lançamento de míssil contra o Havaí

Os Estados Unidos estão preocupados com um eventual lançamento de míssil norte-coreano em direção ao Havaí e tomaram precauções para proteger este Estado americano situado no Oceano Pacífico, informou nesta quinta-feira o secretário de Defesa americano, Robert Gates.

AFP |

"Há entre nós, verdadeiramente, uma inquietação sobre esse fato (...)", declarou o chefe do Pentágono durante entrevista à imprensa.

Gates explicou que testou a mobilização, na ilha, de um dispositivo de defesa antimíssil e de radares para "um apoio" militar caso se concretize um ataque norte-coreano.

"Acho que estamos em boa posição no que diz respeito à proteção do território americano", assegurou.

Gates já havia indicado, no início de junho que Pyongyang poderia preparar um novo lançamento de míssil balístico de longo alcance, precisando, no entanto, que as intenções norte-coreanas não estavam "muito claras".

Segundo um relatório do ministério japonês da Defesa, citado nesta quinta-feira pelo jornal nipônico Yomiuri Shimbun, Pyongyang poderia lançar um míssil do tipo Taepodong-2 em direção à ilha japonesa de Okinawa, a Guam ou ao arquipélago americano do Havaí. A Coreia do Norte já lançou três mísseis de longo alcance, em 1998, em 2006 e neste ano.

Segundo a imprensa sul-coreana, a Coreia do Norte havia concluído trabalhos preparatórios de uma nova plataforma de lançamento em seu litoral nordeste.

Segundo o ministro japonês da Defesa, Yasukazu Hamada, o próximo poderia acontecer entre 4 e 8 de julho. O lançamento de 2006 ocorreu no dia 4 de julho, festa nacional dos Etados Unidos.

A tensão aumentou nas últimas semanas na península coreana após um segundo teste nuclear, no dia 25 de maio, do regime norte-coreano de Kim Jong-Il, o que acarretou um endurecimento das sanções internacionais contra a Coreia do Norte.

ddl/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG