A expansão dos refúgios da rede terrorista Al-Qaeda no Paquistão é preocupante e Islamabad poderá levar anos até corrigir esta situação, advertiu o Pentágono nesta sexta-feira.

O relatório, apresentado ao Congresso americano, destaca que o Paquistão enviou no ano passado mais 30 mil soldados às zonas de fronteira e fez esforços "significativos e custosos" para eliminar os refúgios da organização terrorista.

"É preocupante que apesar destes esforços, o número de refúgios (da Al-Qaeda) tenha aumentado durante os últimos anos" nas zonas tribais auto-administradas", diz o relatório.

O documento descreve um programa americano de seis anos destinado a apoiar o reforço da capacidade do Exército e das forças de segurança paquistanesas na fronteira com o Afeganistão.

Segundo o relatório, "poderão passar vários anos antes que a estratégia global do Paquistão destinada a erradicar das zonas tribais inóspitas os terroristas, rebeldes e outros extremistas violentos, dê frutos".

jm/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.