Pentágono nega queda de avião dos EUA no Paquistão

Por Zeeshan Haider ISLAMABAD (Reuters) - Os militares paquistaneses disseram na quarta-feira que recuperaram um avião não-tripulado dos EUA que caiu no Waziristão do Sul (noroeste), mas o Pentágono negou que o incidente tenha ocorrido.

Reuters |

Militares dos EUA disseram que em outro incidente, na terça-feira, um avião-robô caiu devido a problemas mecânicos na província de Paktika, leste do Afeganistão, e foi recuperado por forças norte-americanas.

Não foi possível esclarecer a discrepância entre os relatos do Paquistão e EUA, que sugerem a possibilidade de mais de um aparelho ter caído. O Paquistão ainda não apresentou os destroços do avião que disse ter encontrado.

As relações entre os dois países estão tensas devido aos recentes disparos de mísseis dos EUA contra localidades paquistanesas, no combate a militantes islâmicos.

Bryan Whitman, porta-voz do Pentágono, disse na quarta-feira que os EUA "não têm relatos da queda de qualquer UAV ". Questionado sobre a hipótese de se tratar de um aparelho operado por outra instituição que não o Pentágono, Whitman reiterou que não havia relatos de aviões-robô desaparecidos.

Logo em seguida, porém, um porta-voz militar dos EUA no Afeganistão disse que um aparelho desses havia caído ali.

Os presidentes do Paquistão, Asif Ali Zardari, e dos EUA, George W. Bush, se encontraram na terça-feira na ONU, em Nova York, e conversaram sobre como proteger a soberania paquistanesa, segundo Bush.

Os militares paquistaneses confirmaram a queda de um avião não-tripulado, mas sem identificá-lo como norte-americano. Ao que se sabe, outros países com forças no vizinho Afeganistão não operam aviões-robô sobre território paquistanês.

"Um veículo aéreo não-tripulado de vigilância, ao sobrevoar a fronteira paquistanesa-afegã ontem à noite, pousou deste lado da fronteira..., aparentemente devido a um mau funcionamento", disse o Exército em nota. "Os destroços...foram recuperados."

Um oficial paquistanês disse, sob anonimato, que se tratava de um avião dos EUA. "É norte-americano. É deles, ninguém mais voa com aviões-robôs aqui", disse.

(Reportagem adicional de Hafiz Wazir, Saad Khan e Augustine Anthony)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG