Pentágono nega que avião militar tenha sido obrigado a pousar no Irã

Uma agência de notícias iraniana disse na terça-feira que um avião de guerra norte-americano invadiu o espaço aéreo do Irã e foi forçado a pousar dentro do território iraniano, sendo liberado mais tarde. Os Estados Unidos negaram a informação.

Redação com agências internacionais |

A agência de notícias semi-oficial Fars News não especificou quando aconteceu o incidente nem informou qual a fonte da informação, que vem em um momento de tensão entre Terrã e Washington devido ao programa nuclear iraniano

Segundo a agência, cinco autoridades importantes do Exército norte-americano foram interrogadas em um aeroporto do Irã e liberadas um dia depois, quando ficou claro que o avião não havia adentrado o território iraniano de propósito.

"Depois que ficou claro que eles não adentraram o espaço aéreo iraniano de propósito e que seu destino era o Afeganistão, eles obtiveram a permissão para deixar o Irã e ir ao Afeganistão", disse a Fars.

O Pentágono negou a notícia, dizendo que todos os aviões norte-americanos na região do Golfo são monitorados.

"Todas as aeronaves na região são monitoradas e não temos registros de pousos no Irã", disse o tenente-coronel Patrick Ryder a repórteres.

A televisão pública iraniana informou sobre o incidente, mas indicou que não se tratava de um avião americano e que transportava ajuda humanitária.

Leia mais sobre Irã


sgh/cn

    Leia tudo sobre: irã

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG