WASHINGTON (Reuters) - O Pentágono disse nesta quarta-feira que não planeja assumir o controle dos portos e aeroportos da Geórgia como parte de uma missão de ajuda, aparentemente contradizendo uma declaração do presidente georgiano, Mikheil Saakashvili. Nós não queremos, nem estamos precisando, assumir o controle de qualquer aeroporto ou porto para conduzir esta missão, disse o secretário de imprensa do Pentágono, Geoff Morrell.

A Casa Branca informou que a missão militar seria para levar ajuda humanitária.

(Reportagem de Andrew Gray)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.