Pentágono estuda operação para o noroeste do Paquistão

Altos responsáveis do Pentágono estão discutindo se o exército americano deve realizar uma operação isolada contra os miltantes islãmicos que atuam em zonas tribais do noroeste do Paquistão, indicou neste sábado o Los Angeles Times.

AFP |

O jornal destacou que este debate interno é resposta aos alertas da inteligência americana segundo os quais a Al-Qaeda e outros grupos estariam consolidando sua rede no noroeste do Paquistão.

"Grupos terroristas radicais instalaram seus esconderijos e suas bases de treinamento nas regiões fronteiriças e estão prejudicando e combatendo o governo central do Paquistão", declarou ao LA Times um alto responsável americano sob anonimato.

"Eles voltaram e representam um desafio significativo", disse, no momento em que cada vez mais pessoas no seio da administração americana questionam a eficácia do novo governo de Islamabad na luta contra os terroristas.

O exército paquistanês afirmou ter matado até 35 combatentes islamitas durante uma ofensiva lançada nesta sábado no vale de Swat, no noroeste do Paquistão.

Vários esconderijos foram destruídos em Cabal durante o assalto das forças de segurança apoiadas por helicópteros de combate e tiros de artilharia, segundo a mesma fonte.

O vale do Swat, onde o exército enfrenta a resistência de combatentes próximos dos talibãs afegãos e da Al-Qaeda, foi o palco sábado de manhã de uma onda de ataques que deixaram seis mortos, dos quais dois policiais.

Situada ao longo da fronteira com o Afeganistão, a região de Swat, a pouco mais de 100km de Islamabad e antes ponto turístico, se tornou reduto de islamitas no outubro de 2007 (Hemisfério Norte).

mk/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG