Pentágono amplia em um mês presença de marines no sul afegão

Washington, 3 jul (EFE).- O Departamento de Defesa dos Estados Unidos (EUA) anunciou hoje a prorrogação da permanência de 2.

EFE |

200 fuzileiros navais que lutam no sul do Afeganistão.

Fontes do Pentágono disseram que os marines, membros da 24ª Força Expedicionária, ficarão de serviço 30 dias além do previsto.

O coronel do Corpo de Infantes da Marinha, David Lapan, disse que, por conta da mudança, os fuzileiros voltarão para casa só no começo de novembro, e não no início de outubro, como estava previsto inicialmente.

A decisão foi tomada depois que militares de alta patente ressaltaram esta semana que é preciso aumentar em 7.500 o número de militares no Afeganistão, em resposta ao crescimento da violência, especialmente no sul do país.

"Os talibãs e seus seguidores se tornaram mais eficazes e agressivos, como demonstra o número de mortes", disse na quarta-feira o almirante Mike Mullen, chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas dos EUA Altos comandantes das Forças Armadas americanas e o presidente George W. Bush disseram que esperam garantir o envio de novas tropas ao país no fim do ano, o que significa que mais soldados chegariam ao Afeganistão no início de 2009. EFE ojl/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG