Pena de jornalista que jogou sapatos em Bush cai para 1 ano

Bagdá, 7 abr (EFE).- Um tribunal de apelação iraquiano reduziu hoje de três para um ano de prisão a pena contra o jornalista que jogou seus sapatos no ex-presidente dos Estados Unidos George W.

EFE |

Bush, disse à Agência Efe o chefe da equipe de defesa do repórter.

O advogado de defesa disse que esta sentença contra o jornalista Montazer al-Zaidi, que trabalhava na rede de televisão "Al-Baghdadia" e jogou seus sapatos contra Bush em entrevista coletiva, em Bagdá, em dezembro do ano passado, não poderá receber apelação.

Em 12 de março, o Tribunal Penal Central de Bagdá condenou Zaidi a três anos de prisão ao considerá-lo culpado de cometer um ato hostil contra um chefe de Estado estrangeiro, crime previsto no artigo 223 do Código Penal.

Segundo a defesa, a decisão de hoje diz respeito ao pedido dos advogados na apelação.

O tribunal considerou que a pena de três anos de prisão era excessiva, levando em conta as circunstâncias nas quais aconteceu o incidente e o estado psicológico do jornalista quando cometeu o ato, que, segundo ele, fez isso em consequência da ocupação do país.

O tribunal avaliou também que Zaidi, de 27 anos, é um jornalista jovem, que nunca tinha sido julgado antes, acrescentou o advogado do repórter.

Em 14 de dezembro do ano passado, Zaidi jogou os sapatos no então presidente dos Estados Unidos quando este dava uma entrevista coletiva conjunta com o primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, em Bagdá. EFE ah/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG