A polícia na Cidade do México prendeu pelo menos seis homens responsáveis pelo sequestro de um avião da companhia aérea AeroMexico que transportava pelo menos cem passageiros nesta quarta-feira. Todos os passageiros e a tripulação foram libertados do Boeing 737, que fez o voo 576 entre Cancún e a capital mexicana.

Uma das passageiras, Adriana Romero, disse à uma rede de televisão local que somente percebeu que o avião havia sido sequestrado depois que a aeronave pousou no aeroporto da Cidade do México e ela viu os caminhões da polícia.

De acordo com o site dos jornais mexicanos El Universal e Reforma, homens de origem boliviana assumiram o controle da aeronave e ameaçaram explodir o avião.

Eles teriam pedido uma audiência com o presidente do México, Felipe Calderón, e teriam ameaçado detonar bombas no avião se não fossem atendidos.

Entretanto, um representante do governo mexicano disse que não foram encontrados explosivos na aeronave.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.