Bogotá, 15 abr (EFE).- Militares colombianos mataram sete rebeldes do Exército de Libertação Nacional (ELN) em combates próximos à fronteira com a Venezuela e outros dois das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) no departamento (estado) de Córdoba, no nordeste do país, informaram hoje fontes oficiais.

O comandante da Segunda Divisão militar colombiana, general José Joaquín Cortés, explicou que os embates com a coluna "Colectivo Héctor" do ELN ocorreram no vilarejo de San Isidro, no município de El Tarra (norte da Colômbia).

Os confrontos resultaram na morte de sete guerrilheiros do ELN, na captura de uma rebelde menor de idade ferida e na apreensão de oito fuzis, munição de diferentes calibres e material de abastecimento de tropas.

"A pacificação está sendo atingida com a oportuna colaboração da população civil no momento de denunciar atos suspeitos. Graças a estas informações é que foi possível enfraquecer aos poucos as organizações terroristas que agem no nordeste colombiano", disse o oficial.

Em outro caso, tropas da 11ª Brigada mataram dois guerrilheiros das Farc e expropriaram fuzis e um rádio de comunicação em combates com a frente 10 da organização em uma região rural do município de Puerto Libertador, no departamento de Córdoba. EFE fer/bba/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.