Pelo menos 9 chineses são seqüestrados Sudão

Cartum, 19 out (EFE).- Pelo menos nove chineses que trabalham no setor petrolífero do Sudão foram seqüestrados na tarde de sábado, informaram hoje fontes da embaixada da China em Cartum.

EFE |

O porta-voz da representação diplomática, Remond, disse à Agência Efe que o seqüestro aconteceu perto da região de Kurdufan, a sudoeste de Cartum.

Fontes oficiais do Sudão confirmaram o seqüestro e destacaram que, entre os capturados, possivelmente estão dois sudaneses que acompanhavam o grupo de chineses, informação que ainda não foi confirmada.

Tampouco se sabem os motivos e a filiação dos responsáveis pelo seqüestro.

Há vários engenheiros entre os capturados, acrescentou o porta-voz da embaixada chinesa.

O seqüestro é o terceiro de trabalhadores do setor petrolífero ocorrido na mesma região em um ano.

A China tem grandes interesses na indústria do petróleo sudanesa.

Aproximadamente 25% do petróleo consumido pela China procedem da África, principalmente de Sudão, Angola, República Democrática do Congo e Nigéria.

O Governo da China já foi bastante criticado por apoiar o regime do presidente do Sudão, Omar Hassan Ahmad al-Bashir, e por manter vínculos carentes de escrúpulos políticos, que só visam a cobrir a demanda chinesa de matérias-primas. EFE aa/wr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG