Ciudad Juárez (México) - Oito homens foram mortos hoje em diferentes episódios em Ciudad Juárez, a cidade mais violenta do México e na qual somente neste mês foram cometidos mais de 300 crimes, informaram hoje fontes da Promotoria estadual.

Com esta série de assassinatos de hoje, já houve 1.448 homicídios atribuídos ao crime organizado neste ano em Ciudad Juárez, frente a 1.600 em todo 2008, segundo contagens da imprensa.

O primeiro assassinato reportado hoje foi o de um homem identificado como Manuel Porras, de 30 anos, que trabalhava no ramo de empresas de segurança privada, e foi atacado a tiros por desconhecidos.

Horas mais tarde um empregado de um centro de cópias foi morto dentro da loja na qual trabalhava. Segundo a versão oficial, o homem resistiu a um assalto, mas o episódio pode estar ligado ao crime organizado.

Em outro fato, Oscar Prieto, de 54 anos, e Esteban Barron, de 59 anos, foram mortos em Tres Jacales, localizado no Valle de Juárez, e os corpos tinham marcas de tiros de fuzis AK-47, as armas preferidas pelos sicários do crime organizado.

Dois homens ainda não identificados foram assassinados a tiros quando estavam em um automóvel na zona sul da cidade.

No sudoeste de Juárez, outros dois homens foram atacados por desconhecidos dentro de um restaurante.

Leia mais sobre: México

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.