Pelo menos 79 mortos e 25 feridos nas últimas 24 horas no Iraque

BAGDÁ - Pelo menos 79 pessoas morreram nas últimas 24 horas no Iraque e outras 25 ficaram feridas um dia após o clérigo xiita Moqtada al-Sadr ameaçar realizar uma guerra aberta contra as forças oficiais.

EFE |

O Exército dos EUA anunciou hoje a morte de 11 supostos milicianos xiitas, sete deles em vários ataques aéreos no bairro da Cidade de Sadr, a leste de Bagdá, onde aconteceram os principais combates entre as forças iraquianas e americanas, e a milícia fiel a al-Sadr, o Exército Mehdi.

Outros quatro morreram em um combate no bairro de Al Shaab, no nordeste de Bagdá, segundo fontes policiais iraquianas, onde também morreu um civil, cujo carro foi atropelado por um blindado americano.

Estas baixas são produzidas após Moqtada al-Sadr ameaçar ontem uma "guerra aberta" caso não fosse cessada a campanha de fustigação das forças iraquianas e americanas contra sua milícia, que começou há três semanas.

Por outro lado, um total de 38 supostos terroristas morreu em operações realizadas pelo Exército iraquiano nas últimas 24 horas em diversas áreas do país, informaram hoje fontes do Ministério da Defesa do Irã.

Trinta dos "terroristas" foram derrotados em batidas realizadas por tropas iraquianas em diferentes cidades do sul do país.

Também no sul, foram detidos 40 membros de uma "milícia criminosa" (em alusão ao Exército Mehdi) que atacou as forças de coalizão em Suq Ash Shuyuh, no sudeste de Nassiriya, informou o comando militar dos EUA.

Em outro incidente, quatro civis foram mortos em um bombardeio lançado por um helicóptero americano no bairro de Al Hadba, em Mossul, capital da província de Ninawa, informou a Polícia iraquiana, embora o Exército dos EUA ainda não tenha confirmado o episódio.

Além disso, uma pessoa morreu e outras cinco sofreram ferimentos de diferentes gravidades por causa da explosão de uma bomba enquanto passava uma patrulha militar iraquiana na área de Al Bakr, no leste de Mossul.

Também em Mossul, um soldado iraquiano e duas mulheres ficaram feridos após serem atingidos por tiros de pistoleiros no bairro de Al Nahrauan, que fica no oeste da cidade.

Na província de Diyala, a nordeste de Bagdá, um grupo armado abriu fogo contra um carro e um caminhão e feriu três pessoas.

Em Baquba, na província de Diyala, o Exército dos EUA anunciou a morte de quatro terroristas em uma operação na qual duas crianças também perderam a vida.

Além disso, o Exército dos EUA informou em comunicado a morte de 12 "criminosos" em diferentes confrontos no bairro de Adhamiya, em Bagdá.

Na capital iraquiana, um dia depois caíram bombas no bairro de Qazamiya, episódio que deixou dois mortos e 14 feridos.

    Leia tudo sobre: iraque

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG