Pelo menos 74 pessoas morrem em combates no Sri Lanka

COLOMBO (Reuters) - Pelo menos 74 pessoas foram mortas em uma operação militar no Sri Lanka, que tinha o objetivo de tomar o controle da capital simbólica da região separatista de Tâmil Eelam, informou o Exército na segunda-feira. As tropas mataram 67 rebeldes dos Tigres de Libertação do Tâmil Eelam e feriram mais 70 durante três dias de combate, desde sexta-feira, em várias frentes que cercaram as fortalezas do grupo no norte da região, informou o Exército.

Reuters |

Sete soldados morreram e 54 ficaram feridos no mesmo combate, que faz parte de uma ofensiva governamental de oito meses, que tem a intenção de esmagar os rebeldes e dar fim a uma guerra civil de 25 anos que matou 70 mil pessoas.

Não há confirmação independente do número de mortos, já que os dois lados costumam distorcer os números e o acesso às regiões de combate é restrito.

No domingo, o partido do presidente Mahinda Rajapaksa ganhou as eleições para dois conselhos provinciais e disse que a vitória é um sinal de apoio à estratégia militar do governo.

'É imensurável a força e a moral que nossas tropas heróicas receberão desta vitória, em suas batalhas para finalmente terminar o terrorismo sangrento em nosso país'.

(Por Ranga Sirilal)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG