Pelo menos 65 pessoas morrem em acidente de avião no Quirguistão

Moscou, 24 ago (EFE) - Pelo menos 65 pessoas morreram hoje na queda de um Boeing 737 perto do aeroporto internacional de Manas, nos arredores da capital do Quirguistão, Bishkek.

EFE |

As informações preliminares indicam que há apenas 25 sobreviventes, segundo dados do departamento de Aviação Civil desta república da Ásia Central.

O departamento de Aviação Civil quirguiz confirmou que havia 90 pessoas - entre passageiros e tripulação - no avião, das quais 65 morreram carbonizadas no acidente.

Fontes do Ministério da Saúde comunicaram que as duas primeiras ambulâncias partiram do aeroporto em direção à capital quirguiz, Bishkek, com nove feridos.

Ao local do acidente foram enviadas "todas as 14 ambulâncias" que havia disponíveis na capital quirguiz.

A porta-voz do Ministério da Saúde, Elena Bayalinova, disse à agência russa "Interfax" que, segundo os médicos, no lugar da catástrofe há muitos feridos com queimaduras graves.

Fontes do Ministério de Situações de Emergência desse país da Ásia Central informaram que durante a decolagem do Boeing 737 houve um problema técnico.

O capitão da nave decidiu voltar ao aeroporto, mas, durante o retorno, o avião caiu sobre um campo próximo ao aeroporto.

Segundo fontes do aeroporto citadas pela "Interfax", o aparelho que caiu pertencia à companhia privada Itek-Air e fazia o trajeto de Bishkek à cidade de Mashhad, no Irã. EFE si/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG