Pelo menos 635 palestinos morreram e mais de 2.900 foram feridos desde o lançamento, em 27 de dezembro, da ofensiva israelense na Faixa de Gaza, afirmaram nesta terça-feira os serviços de emergência do território.

O balanço anterior, divulgado mais cedo nesta terça-feira, mencionava 592 mortos, mas o Exército de Israel efetuou novos bombardeios desde então.

O último deles deixou pelo menos 40 mortos perto de uma escola administrada pela ONU no norte da Faixa de Gaza.

my/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.