Pelo menos 53 são detidos por distúrbios em Sófia em protesto contra Governo

Sófia, 14 jan (EFE).- Pelo menos 53 pessoas foram detidas hoje pela Polícia em Sófia após o protesto antigovernamental por causa da morte de um estudante, informaram à Agência Efe fontes do Ministério do Interior da Bulgária.

EFE |

Cinco agentes ficaram feridos durante o protesto e foram hospitalizados, informou a mesma fonte.

Uma concentração de protesto contra o Parlamento de Sófia com mais de mil pessoas, entre estudantes, agricultores, ambientalistas e aposentados, gerou hoje violentos confrontos com os policiais.

Os manifestantes, convocados por vários grupos sociais, exigem mudanças radicais na política do Governo do país balcânico em suas esferas respectivas.

Uma das causas do protesto é a violenta morte de um estudante em frente a uma discoteca na cidade dos estudantes às vésperas do Natal.

Esse fato gerou um debate sobre a falta de recursos para a educação e a insegurança nesta área, habitada por universitários e sede de vários centros de ensino.

Entre os manifestantes, há torcedores radicais de clubes de futebol e grupos de jovens mascarados que lançam fogos e garrafas contra a sede do Parlamento.

Também utilizam barras metálicas para agredir os mais de mil agentes que protegem a sede parlamentar. EFE vp/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG