Pelo menos 500 rebeldes foram detidos desde início da operação em Mossul

Bagdá, 13 mai (EFE).- Pelo menos 500 supostos rebeldes foram detidos desde o início, há três dias, de uma grande operação militar do Exército iraquiano em Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, anunciou hoje o ministro do Interior iraquiano, Jawad al-Bulani.

EFE |

Em entrevista coletiva em Mossul, Bulani disse que a operação está se desenvolvendo com normalidade e de acordo com o plano estabelecido.

Fontes de segurança informaram da detenção do general Hilal al-Naimi, responsável da proteção das instituições governamentais em Mossul, e de seu ajudante, Shaker al-Hiani, acusados de colaborar com grupos armados.

Além disso, as fontes disseram que o ministro da Defesa iraquiano, Abdel Qadir Mohammed Yassin, chegou hoje à cidade, capital da província de Ninawa, à frente de uma delegação de deputados e responsáveis militares para supervisionar a ofensiva.

A ofensiva foi lançada pelas autoridades iraquianas para acabar com as atividades dos combatentes vinculados à rede terrorista Al Qaeda em Mossul e nos arredores. EFE ah/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG