Pelo menos 43 morrem e 247 ficam feridos em choque de trens na China

Pequim - As autoridades ferroviárias chinesas confirmaram 43 mortos e 247 feridos até o momento na colisão de dois trens esta madrugada na província oriental chinesa de Shandong, informou a agência oficial de notícias, Xinhua.

EFE |

Uma porta-voz do Hospital Central de Zibo que recusou dar seu nome, disse à Agência Efe em conversa telefônica que pelo menos 37 vítimas estão hospitalizadas em seu centro, 4 delas em estado grave, acrescentando que até agora não foi registrado nenhum morto nesse centro hospitalar.

A "Xinhua" informa que apenas ambulâncias e veículos de tarefas de tráfego têm permissão de acesso ao local do acidente.

O trem de passageiros T195, que cobre a rota entre Pequim e Qingdao (em Shandong) se chocou contra o trem número 5034, que liga as cidades de Yantai e Xuzhou, na altura da cidade de Zibo, às 4h43 desta segunda-feira (17h43 de Brasília de domingo), segundo informou um porta-voz do Governo de Shandong.

O Ministério de Ferrovias informou que o trem T195 descarrilou antes de colidir com o segundo.

O acidente interrompeu o tráfego ferroviário entre Jinan, capital de Shandong, e a cidade de Qingdao, uma rota crucial nesta província oriental do país.

Em janeiro, o trem de alta velocidade entre Pequim e Qingdao atropelou um grupo de trabalhadores ferroviários nesta mesma província, causando a morte de 18 pessoas e deixando outras 9 feridas.

O trem é o principal meio de transporte no país mais populoso do mundo, que conta com a maior rede ferroviária do planeta, com 74.000 quilômetros de vias que estão sendo ampliados para 100.000 em um plano que durará até o ano 2020.

Leia mais sobre: acidente

    Leia tudo sobre: acidentetrem

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG