Pelo menos 40 mortos em novo drama de imigrantes ilegais que morrem afogados

Genebra, 4 nov (EFE).- Pelo menos 40 refugiados somalis e etíopes que tentavam chegar ao Iêmen em uma embarcação morreram quando os traficantes que os transportavam os obrigaram a saltar no mar antes de chegarem ao litoral, informou hoje o Alto Comissariado da ONU para os Refugiados (Acnur).

EFE |

Este último capítulo do drama dos desesperados somalis e etíopes que tentavam atravessar o Golfo de Áden aconteceu no último domingo, e os 40 eram parte de um grupo de 115 pessoas, entre elas mulheres e crianças, que tinham pago US$ 100 por indivíduo para o transporte.

Entretanto, os sobreviventes disseram ao Acnur que quando já era possível avistar a costa iemenita, mas ainda estavam em águas profundas, os traficantes exigiram mais dinheiro e aqueles que não puderam, ou não quiseram, pagar foram agredidos e jogados na água.

Doze corpos sem vida já chegaram à praia de Alam, enquanto outros 28 permanecem desaparecidos.

O tráfico de emigrantes ilegais que fogem da guerra na Somália aumentou de forma significativa através do Golfo de Áden nos últimos meses. EFE vh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG