Pelo menos 35 civis assassinados na RDCongo e Sudão

Pelo menos 35 civis foram assassinados esta semana pela rebelião ugandesa do Exército de Resistência do Senhor (ERS) na República Democrática do Congo (RDC) e no Sudão do Sul, acusou neste sábado o Exército ugandês, enquanto o ERS negou a culpa.

AFP |

"Nossas tropas descobriram que outros nove civis foram assasinados quinta-feira em Faradje", cidade ao nordeste da RDC, declarou à AFP Chris Magezi, capitão do Exército ugandês.

Um balanço anterior registrava 26 mortos. Segundo o Exército ugandês, os civis foram assassinados em ataque do ERS no decorrer da semana em várias localidades do extremo nordeste da RDC e no Sudão do Sul.

O comandante do ERS, Joseph Kony, negou o envolvimento da rebelião no massacre e atribuiu a responsabilidade ao Exército de Uganda, o que os militares rebateram.

Uganda, RDC e a região sudanesa autônoma do Sudão do Sul iniciaram em 14 de dezembro uma ofensiva militar contra o reduto do ERS no nordeste do Congo.

str-lp/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG