Pelo menos 28 civis e três soldados morreram nesta segunda-feira em uma onda de ataques separatistas muçulmanos em várias cidades no sul das Filipinas, informaram testemunhas e fontes oficiais.

A Frente Mouro-Islâmica de Libertação (MILF, em inglês) atacou cidades na província de Lanao do Norte, sul do país. Centenas de milicianos saquearam lojas, queimaram casas e atacaram, em alguns casos a machadadas, moradores cristãos, informaram fontes oficiais.

Nove corpos mutilados foram enfileirados na beira de uma estrada no povoado de Lapayan (sul), enquanto colunas de fumaça ainda podiam ser vistas se erguendo de vários prédios.

Cinco outros civis morreram em outro povoado, informaram à AFP moradores que fugiam da violência rebelde. Seis corpos foram encontrados em Kauswagan.

Esses 20 mortos foram levados pelas tropas para dois depósitos de corpos na cidade de Iligan, a poucos quilômetros do local dos fatos, segundo um jornalista da AFP.

Na cidade de Kolambugan outros seis civis e três soldados morreram, informou a uma rádio o major Beltran Lumaque.

Outro grupo rebelde atacou a cidade de Maasim e deixou dois civis mortos, depois de saquear lojas, informou um porta-voz militar, o major Randolph Cabangbang.

strs-jvg/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.