Pelo menos 21 pessoas foram executadas no fim de semana passado em Ciudad Juarez (norte do México), na fronteira com os Estados Unidos, segundo as autoridades locais.

Apesar do envio, em março passado, de 2.500 militares a Ciudad Juarez, os enfrentamentos entre cartéis pelo controle da zona fronteiriça continuam.

De acordo com fontes oficiais, o número de vítimas atribuídas ao crime organizado chegou a 52 somente para o mês de agosto, e a 346 desde o início do ano.

Cerca de 2.000 pessoas foram executadas em todo o território mexicano desde o início do ano.

Em Ciudad Juarez, 15 pessoas foram mortas sábado e outras seis domingo, em incidentes separados. Quatro membros de uma mesma família foram assassinadas sábado dentro de uma casa por um comando armado, segundo o porta-voz do procurador do estado de Chihuaha Cesar Ramirez. Um menor da família conseguiu fugir.

Também no sábado, foram assassinados um comandante de polícia, um homem de 33 anos e uma mulher.

str/yw

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.