Atentado durante as celebrações de Ano Novo deixou 21 mortos e 79 feridos

Pelo menos 20 pessoas foram detidas nas últimas horas pelo suposto envolvimento no atentado a uma igreja de Alexandria, no Egito , durante as celebrações de Ano Novo, que deixou 21 mortos e 79 feridos, informaram fontes policiais.

Marcas do atentado ficaram nas paredes da igreja
AFP
Marcas do atentado ficaram nas paredes da igreja

As fontes destacaram que as detenções ocorreram em Alexandria entre sábado e este domingo e que o número de detidos não é definitivo. Enquanto isso, dezenas de cristãos protestaram neste domingo contra o ataque em diferentes pontos do Cairo e na província de Assiut, no sul do país.

Parte dos manifestantes se concentrou em frente à sede do sindicato de advogados, no centro da capital, para pedir às autoridades que apresentem os autores do ataque à Justiça.

Segundo as fontes, vários cristãos enfrentaram a Polícia em uma rua no centro do Cairo, mas a princípio não houve vítimas. Na sede de uma catedral também no centro do Cairo, um grupo de cerca de 30 jovens cristãos protestou durante uma visita do xeque de Al-Azhar, Ahmed Al-Tayeb, na qual ele manifestou seu pesar pela morte de cristãos no atentado. Os manifestantes se concentraram ao redor do automóvel no qual Al-Tayeb viajava para impedí-lo de sair do templo, mas guardas conseguiram controlar o protesto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.