Pelo menos 18 peregrinos xiitas morrem em duplo atentado suicida no Iraque

Pelo menos 18 peregrinos xiitas morreram e 75 ficaram feridos nesta quinta-feira num duplo atentado suicida cometido ao sul de Bagdá e em meio à multidão de peregrinos xiitas que se dirigiam à cidade santa de Kerbala. Os atos foram praticados por duas mulheres camicazes, informou à AFP uma fonte policial.

AFP |

As duas mulheres com cintos de explosivos ativaram as cargas que levavam junto ao corpo com um intervalo de cinco minutos, na cidade de Iskandariyah, a 60 km ao sul de Bagdá, informou o tenente de polícia Kazem al Jafaji.

Muitos feridos estão em estado grave.

O atentado se soma a outros dois cometidos horas antes, também dirigidos contra os peregrinos, que causaram dois mortos.

O primeiro foi durante a procissão em direção a Kerbala, no distrito comercial de Karrada, em Bagdá. Um peregrino foi vítima da explosão de uma bomba.

Em outro ataque, contra um posto de controle no distrito de Zafraniya, um policial morreu e cinco ficaram feridos.

Dezenas de milhares de pessoas se dirigem a Kerbala, para venerar Mohammed al-Mahdi, nascido no ano 869 em Samara (Iraque) e duodécimo imã dos xiitas.

Segundo o credo xiita ele não morreu, mas permanece oculto e deve voltar ao mundo no dia do julgamento final.

str-kat/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG