Pelo menos 16 pessoas morreram neste domingo na queda de um helicóptero civil russo depois de decolar da maior base militar norte-americana do sul do Afeganistão, anunciou a Força Internacional para a Segurança (Isaf) da Otan.

"Um helicóptero civil caiu hoje quando decolava do aeroporto de Kandahar (sul)", capital da província de mesmo nome, indicou a Isaf em um comunicado.

"Dezesseis civis morreram no acidente", acrescentou uma porta-voz da Isaf, a tenente Sam Truelove.

O acidente não ocorreu em consequência de um ataque inimigo, indicou a Isaf, que não informou a nacionalidade das vítimas.

Em Moscou, as agências de notícias russas anunciaram que se tratava de um helicóptero MI-8 pertencente à companhia russa Vertikal-1.

A aeronave transportava 18 passageiros e 3 membros da tripulação, declarou o encarregado de negócios russo em Cabul Andrei Badov à rádio Echo de Moscou.

O piloto e o copiloto, ambos russos, assim como o engenheiro de voo, de nacionalidade bielorrussa, ficaram gravemente feridos no acidente, afirmou Badov, antes de acrescentar que os três membros da tripulação foram levados para o hospital canadense da base de Kandahar.

"No total, 18 passageiros, que trabalhavam para diferentes companhias estrangeiras encarregadas de construir bases militares para as forças internacionais, estavam a bordo", acrescentou.

Dos 18 passageiros, 16 morreram e há dois feridos, confirmou.

No sul do Afeganistão há muitas pessoas trabalhando para empresas privadas, muitas originárias das ex-repúblicas soviéticas, contratadas pelas forças militares estrangeiras, principalmente pelo Exército norte-americano.

sak-emd/lm/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.