Pelo menos 14 pessoas morrem em ataques ao norte de Bagdá

Bagdá - Pelo menos 14 pessoas morreram neste sábado, entre elas quatro policiais, e mais de 50 ficaram feridas em dois atentados ao norte de Bagdá, segundo fontes policiais.

EFE |

No primeiro ataque, pelo menos dez pessoas morreram, entre elas quatro agentes, e outras 14 ficaram feridas em um ataque suicida contra uma delegacia perto de Tikrit, cerca de 170 quilômetros ao norte da capital.

Segundo as fontes, o atentado foi cometido por um terrorista suicida que dirigia um carro-bomba na aldeia Al-Sheikh Hamad, próxima a Tikrit, capital da província de Salah ad-Din.

Além disso, disseram que a explosão causou danos materiais em edifícios vizinhos à delegacia, que ficou completamente destruída, e incendiou 12 veículos próximos.

Após o ataque, as forças de segurança fecharam os acessos à aldeia.

Além disso, pelo menos quatro pessoas morreram hoje e outras 43 ficaram feridas, entre elas mulheres e crianças, devido à explosão de uma bomba em um mercado popular perto de Mossul, 400 quilômetros ao norte de Bagdá, disseram fontes policiais.

As fontes afirmaram que o atentado ocorreu na localidade de Senyar, ao noroeste de Mossul, e que a maioria das vítimas pertence à seita yazidi, uma minoria religiosa que se tornou habitual dos grupos radicais islâmicos.

Leia mais sobre: violência no Iraque

    Leia tudo sobre: iraqueviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG