Pelo menos 13 talibãs mortos em novo ataque à base dos EUA no Afeganistão

Dezenas de insurgentes suicidas talibãs atacaram nesta terça-feira pela manhã uma base militar norte-americana no leste do Afeganistão pela segunda vez em 24 horas, e pelo menos 13 deles morreram, informaram fontes oficiais afegãs.

AFP |

A Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) da Otan confirmou que a base Camp Salerno, na cidade de Khost (leste), a 30 km da fronteira com o Paquistão, havia sido atacada, mas poucas informações foram fornecidas até o momento.

"Informaram-nos a respeito de agressores suicidas", declarou à AFP uma autoridade da Isaf em Cabul.

A base também foi atacada com morteiros e lança-foguetes.

Um oficial do Exército afegão, que pediu para não ser identificado, ressaltou que quatro soldados norte-americanos ficaram feridos. O Exército dos Estados Unidos não confirmou estes dados.

Nesta mesma base, um carro-bomba deixou um registro na segunda-feira de 10 civis afegãos mortos e 13 feridos.

O governador de Khost, Arsala Jamal, informou que "cerca de 30 talibãs tentaram atacar a base de Salerno"

"Foram rechaçados. Encontramos restos de seis corpos, todos eles com coletes carregados de explosivos", declarou à AFP.

O porta-voz do Ministério afegão da Defesa, o general Mohammad Zahir Azimi, declarou que os "terroristas" que haviam atacado a base nesta terça-feira de manhã eram quinze.

"Nossas unidades de comando foram mobilizadas na área, enfrentaram os agressores e os obrigaram a recuar", explicou à AFP.

"Treze agressores morreram, seis deles perderam a vida ao detonar suas cargas, outros seis morreram nas explosões e um morreu na troca de tiros. Seus corpos foram encontrados", disse Azimi.

Quatro soldados afegãos ficaram feridos, acrescentou.

Os insurgentes talibãs reivindicaram o atentado.

sak-br/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG