Pela tradição islâmica, corpo de Bin Laden seria enterrado

Especialista explica como é o ritual fúnebre segundo a prática islâmica

iG São Paulo |

A imprensa norte-americana afirmou que o corpo de Osama bin Laden foi “enterrado no mar” em menos de 24 horas depois de sua morte, respeitando a prática islâmica. 

De acordo com o diretor do Centro de Divulgação do Islã para a América Latina, Ziad Ahmad Saifi, corpos de muçulmanos são lançados ao mar apenas em caso de morte durante uma navegação ou enterrados debaixo d'água em casos de epidemias. Normalmente, eles são enterrados em covas de cemitérios, locais muito similares aos dos cristãos, com a diferença de que não há caixão ou cruzes.

Segundo ele, o profeta pede rapidez, mas não estabelece um prazo para o funeral, ditando apenas o ritual a seguir. “Façam do jeito que vocês me veem fazendo e sejam rápidos no funeral”, é o dito de Mohamad.

O ritual inclui um banho que deve ser dado por uma pessoa da mesma religião e com o corpo coberto do umbigo ao joelho. Depois o corpo deve ser envolvido em um pano branco sem costura para receber a oração fúnebre de um muçulmano. Em seguida, a mortalha – também branca – cobre todo o corpo que é colocado em uma cova e coberto com terra.

“Outras passagens como ‘da terra veio e à terra retornarás’ e o encontro da mortalha vazia quando Jesus teria ressuscitado reforçam que a maneira correta é esta”, enfatiza o diretor.


    Leia tudo sobre: islãosamabin ladencorpomarenterradoritual

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG