O pedófilo chileno Rafael Maureira Trujillo - também conhecido como Zakarach- foi condenado nesta sexta-feira pela Quinta Sala da Corte de Apelações de Santiago à prisão perpétua por crimes de abuso sexual reiterado contra menores e produção de material pornográfico infantil.

Maureira chefiava a rede de pornografia "Paidós", a maior associação deste tipo descoberta no Chile, com ramificações na Espanha e outros países.

Também foram condenados à mesma pena outros dois envolvidos na rede, Juan Carlos Ávalos e Daniel González.

'Zakarach' trabalhava como motorista de veículo de transporte escolar e guia de "scouts", escoteiros.

lto/nr/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.