Condenado por pedofilia, um alemão de 38 anos retornou voluntariamente à sua cela, após cumprir a pena e ser libertado pela Justiça. O homem, cujo nome não foi divulgado, já tinha passado nove anos e meio detido e foi liberado pelo tribunal regional de Mönchengladbach, cidade no oeste da Alemanha.

A corte rejeitou um pedido de prorrogação da pena feito pela promotoria, embora atestados comprovassem um alto grau de periculosidade do preso.

"Ele aceitou o auxílio da penitenciária voluntariamente, de forma que a finalidade de sua terapia não seja prejudicada", afirmou Andrea Bögge, porta-voz da Justiça local.

Depois de ser declarado oficialmente livre pelo tribunal, o réu decidiu retornar voluntariamente ao presídio de Gelsenkirchen, onde deverá prosseguir sua terapia de ressocialização. As autoridades afirmaram, entretanto, que o homem pode deixar a prisão quando quiser.

Exames atestaram ainda um alto grau de periculosidade do pedófilo. Condenado em dezembro de 1999 por violentar diversas menores de idade, ele reconheceu que ainda luta contra frequentes fantasias envolvendo violência sexual.

Um especialista contratado pela Justiça estimou as atuais chances de uma recaída do homem em cerca de 50%. Um outro o considera um "criminoso de alta periculosidade". Outros especialistas e testemunhas, entretanto, avaliaram-no como pouco perigoso.

Leia mais sobre abuso sexual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.