Pediatra é acusado de estuprar uma centena de crianças nos EUA

Um pediatra americano foi acusado de uma centena de estupros e agressões sexuais contra menores, crimes que teriam sido cometidos ao longo de mais de uma década, no que pode constituir o pior caso de pedofilia já julgado pela justiça dos Estados Unidos.

AFP |

Segundo a ata de acusação divulgada na segunda-feira pelo Departamento de Justiça do Estado de Delaware, Earl Bradley agrediu sexualmente 102 meninas e um menino desde 1998.

Ao todo, o réu responderá por 471 acusações, principalmente de estupro e assédio, contra pacientes de seu consultório pediátrico na localidade de Lewes, em Delaware.

A ata de acusação menciona vídeos dos estupros, gravados pelo próprio pediatra, e apreendidos em seu consultório quando a investigação teve início, em 2009.

O procurador de Delaware, Beau Biden, filho do vice-presidente americano, Joe Biden, indicou que a investigação continuará e que outros casos relacionados ainda podem ser descobertos.

A justiça de Delaware investiga agora porque nada havia sido feito ainda contra o médico, apesar de haver queixas de pais de pacientes registradas em 2005.

Leia mais sobre pedofilia

    Leia tudo sobre: pedofilia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG